Comport - Hardware & Software
pc-nao-liga

O QUE FAZER QUANDO O PC NÃO LIGA?

Publicado em 10 de setembro de 2016

Bem, a primeira dica é: não se desespere! Na prática, porém, sabemos que a realidade é muito mais dolorosa e delicada, já que há o risco de você ter perdido muita coisa preciosa e ainda ter ficado “na mão”, especialmente se você usa o PC pra trabalhar. Veja a seguir algumas dicas práticas que podem te ajudar a “ressuscitar” seu PC.

Desktop vs Notebook

O QUE É IDEAL PRA VOCÊ: NOTEBOOK OU DESKTOP?

Publicado em 31 de agosto de 2016

É comum surgir essa dúvida quando chega o momento de escolher entre um ou outro. Compare ambos e saiba qual te atende melhor. Veja a seguir.

 

NOTEBOOK

 

A principal vantagem do notebook é a portabilidade, ou seja, a possibilidade de levá-lo sempre com você. Por isso, ele é bem procurado por quem estuda ou viaja muito a trabalho.

 

Ele também é prático, já que não depende de acessórios, como cabos, monitor, teclado, mouse e som, para ser usado de modo satisfatório. Assim, sua praticidade é superior a do desktop.

 

Mas e quando se fala de desempenho?

 

Existe uma grande variedade de modelos de notebooks potentes, alguns dos quais entregam desempenho superior a desktops regulares. Porém, o fato é que os melhores notebooks ficam pra trás dos melhores desktops. Além disso, avalie bem o investimento, pois optar por um notebook com as mesmas especificações de um computador de mesa sairá mais caro, especialmente quando se considera que a vida útil dos notebooks é menor.

 

E a manutenção?

 

Bem, já tentou abrir um notebook? Muitos evitam, já que eles são mais difíceis de manusear do que o desktop e precisam de ferramentas específicas e conhecimento. Isso dificulta a sua personalização e requer assistência técnica especializada, um serviço que costuma ter preço mais elevado em comparação com o desktop.

 

DESKTOP

 

O desktop é indicado para os que buscam melhor desempenho e não precisam de um equipamento portátil. E conforme abordamos, os melhores modelos deixam pra trás os melhores notebooks. Por isso, são ideais para uma experiência superior com games.

 

Outra vantagem é a sua facilidade de personalização. Substituir ou adicionar componentes, como memória RAM ou processador, é relativamente simples e barato.

 

E aliada à facilidade de personalização do desktop, está a sua facilidade de manutenção. É bem provável que você já tenha aberto o gabinete do seu PC de mesa, por exemplo. Isso mostra que serviços técnicos para desktop são mais acessíveis, pois o nível de complexidade para manipulá-los é menor do que se dá com notebooks.

 

Outra vantagem é sua vida útil. Desktops possuem uma vida útil média maior que notebooks. Assim, quando se pensa em economia a médio e longo prazo, este é um fator a ser considerado.  

 

Portanto, você gastará menos investindo em um desktop. Ainda assim, é preciso considerar que o preço dos desktops geralmente envolve apenas o gabinete, sendo que acessórios como teclado, mouse, monitor, som etc. entram como custos adicionais.

 

QUAL OFERECE O MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO?

 

É relativo falar de “melhor custo-benefício”, pois tudo depende do seu perfil de uso e dos modelos disponíveis no mercado que são compatíveis com suas circunstâncias. Pode até ser que você precise de ambos.

 

Se falarmos exclusivamente de custo, investir em desktop é melhor, conforme vimos. Mas se ele não atende suas necessidades por não oferecer mobilidade ou praticidade, o notebook é a solução que você precisa. Com bastante pesquisa, você encontrará a configuração ideal para atender o seu potencial de investimento e necessidades.

 

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)

 

 

 

(!) A COMPORT PODE PERSONALIZAR UM CONJUNTO COMPLETO DE HARDWARE NO CUSTO-BENEFÍCIO IDEAL PRA VOCÊ, SEJA PARA DESKTOP OU NOTEBOOK. FALE CONOSCO!

 

aquecimento

COMO MANTER O PC REFRIGERADO COM UM PROCESSADOR POTENTE?

Publicado em 24 de agosto de 2016

Aquecimento nunca é bom sinal, especialmente porque compromete o potencial de desempenho que o PC poderia alcançar. Por exemplo, você sabia que processadores potentes podem esquentar demais e gerar perda de velocidade? Pois é.

 

O aquecimento causa isso quando a temperatura chega próximo do limite operacional do componente. Daí, como forma de defesa, o processador começa a limitar o seu funcionamento, o que reduz a circulação de eletricidade e o calor gerado no interior. Porém, isso deixa o PC lento e também pode provocar travamentos e tela azul.

 

Então, a pergunta é: como mantê-lo refrigerado e operando com eficiência?

 

Aumente a velocidade do cooler

 

Uma opção é acessar a interface de controle da placa-mãe e configurar o cooler para operar numa velocidade maior, o que produzirá mais ar para refrigerar a CPU. E dependendo do PC, é possível controlar seu sistema de refrigeração via Windows, não sendo necessário aplicar novas configurações pela BIOS. Existe também o aplicativo Speed Fan, que possibilita o controle da velocidade do cooler em computadores e notebooks.

 

Independentemente de como você fará, avalie o seguinte: aumentar a velocidade do cooler pode se tornar um incômodo ao gerar um nível de ruído maior.

 

Faça uma limpeza

 

O acúmulo de poeira pode comprometer o funcionamento do sistema de refrigeração. Por isso, providencie uma limpeza de tempos em tempos.

 

Aplique uma pasta térmica

 

A pasta térmica ajuda a reduzir a temperatura do processador, podendo abaixá-la em até 10 graus devido a compostos com metais altamente condutivos, que auxiliam na transferência do calor do processador para o dissipador e cooler de forma mais eficiente.

 

Tente o underclocking

 

Caso o aquecimento persista, a prática de underclocking pode ajudar. Trata-se de fazer o processador funcionar com uma velocidade inferior à de fábrica, o que reduzirá a quantidade de calor gerada. Mas, esse é um recurso disponível somente em placas-mãe mais robustas e em processadores com suporte a overclock.

 

E se nada disso der certo?

 

Bem, não tem sentido investir em um processador mais potente se não é possível aproveitar o desempenho que ele oferece. Então, avalie a possibilidade de investir também em um sistema de refrigeração mais potente. Existem modelos de marcas respeitadas no mercado que podem variar de R$ 115,00 a R$ 330,00.

  Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)   (!) A COMPORT PODE AJUDÁ-LO A ESCOLHER O SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO IDEAL PARA O SEU BOLSO E DEIXAR O SEU PC FUNCIONANDO DO JEITO QUE VOCÊ PRECISA!  

7

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DA MEMÓRIA DO PC?

Publicado em 18 de agosto de 2016

Já que ninguém gosta de computador lento, melhorar o desempenho da memória RAM pode ajudar muito a evitar lentidão ou travamentos indesejados. Mas como fazer isso? Veja a seguir 5 dicas que podem ajudá-lo.

 

1. ReadyBoost

 

O ReadyBoost é um recurso do próprio Windows que utiliza o espaço disponível em uma unidade removível USB para deixar o sistema mais rápido, podendo obter ganhos de até 75% no carregamento de aplicativos em computadores que combinam pouca memória RAM (2 a 4 GB) com discos rígidos mecânicos lentos (como os de 5400 RPM usados em notebooks).

 

Considerando que o Windows desativa o ReadyBoost em máquinas com SSDs, para ativá-lo, plugue o pendrive no PC e, em "Propriedades", navegue até a aba do recurso. Lá você poderá configurar quanto do espaço do pendrive será usado para deixar o PC mais rápido.

 

2. Gerenciador de Tarefas

O Gerenciador de Tarefas é bem útil para consultar o que está consumindo mais memória no seu PC. Basta ordenar a listagem de Processos por consumo de memória e descobrir. Assim, você poderá fechar aplicativos pesados que mais a consomem.

 

E na aba Desempenho, você pode abrir o Monitor de Recursos. Ali você tem uma visualização mais detalhada sobre o comportamento do sistema. Ao selecionar Memória, dentro do Monitor, o Windows apresentará em tempo real o consumo do recurso em gráficos e a quantidade de RAM que está sendo utilizada e a disponível, além dos aplicativos que estão sendo carregados na memória. 

 

3. Faça uma limpeza

 

Evite que uma grande quantidade de aplicativos desnecessários seja carregada durante o processo de inicialização. Vá novamente ao Gerenciador de Tarefas e clique na aba Inicializar. Nela você poderá consultar todos os aplicativos carregados com o Windows e a sua classificação de impacto no processo de inicialização. Caso constate que existem vários aplicativos sendo carregados desnecessariamente, não hesite: desligue-os! 

 

4. Use um aplicativo para limpar a memória

 

Outra medida de limpeza, feita como complemento, é utilizar um aplicativo de limpeza de memória, que pode fazer diferença em um PC com pouca memória RAM. Como sugestão, se for o caso, experimente o CleanMem ou o Ainvo Memory Cleaner. 

 

5. Instale mais memória

 

Essa é uma solução viável, pois pentes de memória para computadores ou notebooks não são muito caros, podendo custar menos de R$ 100,00. Assim, se o seu PC tem apenas 2 GB de memória, você pode dobrar a quantidade com um pente de memória e melhorar o desempenho geral da RAM. 

 

Mas se você for comprar um pente adicional, busque um idêntico ao já instalado em seu PC, já que com dois pentes idênticos é possível usufruir do recurso conhecido como Dual Channel, que aumenta bastante o desempenho da máquina. Antes, porém, verifique no manual do PC se a placa mãe suporta o recurso. 

   

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)

 

(!) A COMPORT PODE RESOLVER SEU PROBLEMA DE MODO RÁPIDO, FÁCIL E PROFISSIONAL. FALE CONOSCO!

 

Spyware

SERÁ QUE ALGUÉM ESTÁ ACESSANDO SEU PC?

Publicado em 10 de agosto de 2016

É fato que grande parte do que fazemos em nossos computadores ocorre por meio da internet. Seja para entretenimento, trabalho, estudo, compras, operações bancárias, entre várias outras coisas, estamos praticamente o tempo todo online. O problema é que sem os devidos cuidados, o computador pode ficar vulnerável e ser acessado por pessoas mal intencionadas, que espionam sua atividade na internet e roubam dados, como senhas que você mantém registradas.

 

Então, surge a pergunta:

 

Como saber se alguém, além de você, está tendo acesso ao computador?

 

O site TechTudo recomenda ações práticas para quem usa Windows tirar o famoso desencargo de consciência. Veja a seguir.

 

Registro de atividades recentes

 

Cheque se existem mudanças no computador que não foram realizadas por você. Basta acessar o Menu Iniciar e verificar os programas mais recentes que foram abertos. Além disso, verifique se foi aberto algum documento clicando na seta, ao lado do nome do programa, em “Mais usados”.

 

Outra possibilidade é analisar o Histórico do navegador, Documentos Recentes e a opção “Programas”, que fica no Painel de Controle e apresenta os programas que foram instalados recentemente.

 

Porém, lembre-se: se alguém está acessando seu PC, essa pessoa pode excluir esses itens no Menu Iniciar e encobrir a sua atividade. Por isso, veja a dica seguinte.

 

Visualizador de eventos do Windows

 

O Windows guarda um registro completo de quando uma conta é logada com êxito e as tentativas mal sucedidas de login. Essas informações constam no Visualizador de Eventos do Windows. Para acessá-lo, siga os seguintes passos:

 
  • Aperte as teclas Win + R (“Win” de Windows ou o botão no teclado com o ícone da janela do Windows) e digite msc na caixa de diálogo “Executar”. Em seguida, aperte a tecla Enter e o Visualizador de Eventos será aberto;
  • No Visualizador de Eventos, dê um clique duplo no botão “Logs do Windows”. Daí clique em “Segurança”. Você poderá consultar no painel várias entradas de início de sessão, com data e hora que foram realizadas.
  • Também é possível, caso você tenha mais de uma conta no Windows, conferir se determinada conta foi acessada durante esse. Para isso, basta clicar duas vezes na entrada “Logon especial”, que foi criada durante esse período. Em seguida, a janela “Propriedades do evento” será aberta e revelará o nome da conta usada.
 

Por isso, se você observar que algum horário não está de acordo com os logins realizados por você, ou seja, um horário que você tem certeza que não utilizou o PC, especialmente se não estava em casa, isso é um forte indicador de que alguém o está acessando. Com isso em mente, tome medidas imediatas!

 

É provável que um Spyware esteja monitorando suas atividades e interceptando informações pessoais e sigilosas. Portanto, utilize sempre um programa anti-spyware como complemento do seu antivírus. Faça um escaneamento com ambos, rastreie as ameaças e elimine-as. Experimente trocar suas senhas, em seguida, por mais fortes e mantenha todos os seus programas atualizados. 

 

Se ainda assim você perceber que alguém está acessando seu PC, FALE COM A COMPORT

 

Teremos prazer em ajudá-lo a recuperar o controle da sua máquina e a ficar livre de qualquer ameaça que esteja te dando dor de cabeça.

 

pendrive

6 DICAS PARA EVITAR COMPRAR UM PENDRIVE FALSO

Publicado em 5 de agosto de 2016

O pendrive se tornou um dispositivo muito prático em nossa vida, considerando que ele é pequeno (cabe no bolso) e possui uma excelente capacidade de armazenamento para carregar arquivos em equipamentos eletrônicos que tenham porta USB, como aparelhos de DVD e Blu-Ray, aparelhos de som (até mesmo som automotivo), computadores, notebooks etc. Porém, é preciso ficar atento na hora de comprar um pendrive, a fim de evitar ser enganado e ter uma grande dor de cabeça depois.

 

Por que um pendrive falso pode te dar dor de cabeça?

 

Porque ele pode corromper os seus arquivos, podendo queimar e parar de funcionar quando você menos espera. Este é o risco de adquirir um pendrive de fabricação duvidosa. Há uma expressão popular que diz: “o barato sai caro”. De fato, é preciso desconfiar de preços muito baixos e estar atento na hora da compra. Veja 6 dicas para não errar.

 

FIQUE ATENTO:

 
  1. Olhe com atenção para a embalagem antes de comprar. Repare se existem erros de impressão ou de registro, com cores distorcidas. Se você encontrar uma impressão de embalagem borrada, por exemplo, desconfie.
  2. Confirme se o produto está lacrado. Se a embalagem estiver apenas presa por fita, desconfie, pois embora a embalagem possa ser de um equipamento original, pode ter sido colocado um pendrive falso dentro dela.
  3. Fique atento ao espaço de armazenamento do pendrive. Note que o padrão do mercado é sempre multiplicado por 2. Como assim? Por exemplo, existe pendrive de 1GB, certo? O próximo tamanho disponível no mercado dobra para 2GB, o próximo dobra para 4GB e assim por diante. Assim sendo, desconfie se um pendrive oferece um número ímpar no seu espaço de armazenamento. Os modelos originais oferecem 1, 2, 4, 8, 16, 32, 64, 128 ou 256 GB.
  4. Verifique se aparece o número de registro e espaço de armazenamento marcados no pendrive, não apenas na embalagem. A ausência destas informações no pendrive é um forte indicativo de um produto não original.
  5. Se você já comprou o pendrive e quer tirar o famoso desencargo de consciência sobre o espaço de armazenamento real que ele oferece, basta plugar o dispositivo no PC, acessar a janela “Computador” e clicar com o botão direito do mouse no item do pendrive (ou “disco removível”). Selecione “Propriedades” e encontre o seu armazenamento real em “Capacidade”. Caso o pendrive apresente muita diferença no espaço total é provável que esteja danificado ou seja falso. Volte na loja com o comprovante da compra ou a nota fiscal e reclame.
  6. Caso você opte por comprar o pendrive pela internet, você não vai poder examinar a embalagem antes da compra. Neste caso, prefira comprar de sites confiáveis que tenham boa reputação. E sempre desconfie de preços muito abaixo do mercado.
 

CURTIU AS DICAS? COMPARTILHE!

   

(!) LEMBRE-SE: SE VOCÊ TEM EMPRESA, A COMPORT PODE ORIENTÁ-LO DE MODO PERITO SOBRE A AQUISIÇÃO HARDWARES E SOFTWARES. ASSIM, VOCÊ NÃO ERRA NA HORA DO COMPRA E ATENDE ÀS NECESSIDADES DO SEU NEGÓCIO COM ÓTIMO CUSTO-BENEFÍCIO. FALE CONOSCO!

   

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)

 

Roteador

7 DICAS PARA CONFIGURAR O ROTEADOR

Publicado em 27 de julho de 2016

É difícil ignorar o fato de que grande parte do que fazemos hoje é online. E dada a importância da internet em nossas vidas, a velocidade da conexão e a mobilidade fazem toda a diferença.

 

Pensando nisso, é comum a preferência da maioria das pessoas pelas redes wireless. Além de pouparem dados dos planos oferecidos pelas operadoras de telefonia, a qualidade da conexão Wi-Fi costuma ser superior e é possível conectar dispositivos eletrônicos à internet sem depender de fios. Mais do que um conforto, uma rede wireless é uma solução indispensável para os ambientes doméstico e corporativo.

 

Mas, uma rede wireless depende de um item fundamental: o roteador. Se você acabou de adquirir este equipamento, confira a seguir 7 dicas importantes para que você possa configurá-lo corretamente e garantir uma rede Wi-Fi segura, rápida e estável.

PC Gamer

COMO MONTAR UM PC GAMER?

Publicado em 21 de julho de 2016

Se você se considera um “gamer” e tem jogos na veia, com certeza reconhece a diferença de usufruir a experiência de um jogo moderno num PC convencional para um PC Gamer. Mas talvez você se pergunte: como equipar a minha máquina para aproveitar ao máximo os jogos mais recentes do mercado?

 

Bem, gráficos pesados vão exigir muito mais em hardware, especialmente se você deseja rodar o jogo sem atrasos de imagem e com todos os tipos de filtro acionados no máximo. Com isso em mente, vamos então à “receita do bolo”. Entenda a seguir quais são os principais componentes nos quais você vai precisar investir.

 

Dê atenção principal a 5 componentes:

 
  • Processador: ele é importante? Sim, mas não é o mais importante. Por isso, opte por um processador intermediário, que conte com um bom clock, um número de núcleos satisfatório e uma GPU integrada que dê conta do processamento secundário.
  • Memória RAM: similarmente ao processador, sua importância é de nível intermediário e se dá especialmente no processamento secundário, já que quanto mais memória RAM estiver disponível, mais rápido o processador será alimentado com novos dados. 
  • Placa-mãe: este é um item de peso e a base de todo o PC gamer. A recomendação é escolher uma que ofereça os mais avançados slots PCI-Express, as que têm bons recursos em seu chipset, barramentos SATA avançados e uma boa margem de configuração do overclock. 
  • Placa de vídeo: como é de se esperar, o componente que recebe o maior destaque é ela, pois renderiza, processa e calcula todo o gráfico do jogo. Assim, se você busca usufruir jogos com gráficos pesados na qualidade máxima, invista nas mais avançadas placas de vídeo disponíveis. 
  • HD: O último componente é quem armazena todos os seus jogos. Mas, ao escolher um HD, não é somente o tamanho que importa. Observe também dados como velocidade de rotação e interface do componente.
 

Considerando que montar um PC Gamer balanceado envolve saber escolher os melhores componentes, pesquisa e conhecimento técnico são fundamentais.

 

Mas e se você se considera um gamer, mas não tem conhecimento técnico suficiente para montar o PC que tanto deseja?

 

ENTRE EM CONTATO COM A COMPORT! Nossa equipe pode personalizar um conjunto completo de hardware num bom custo-benefício pra você, que busca alta performance!

 

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)

 

Dúvidas no uso do PC

10 DÚVIDAS NA HORA DE USAR O COMPUTADOR

Publicado em 13 de julho de 2016

Sabe quando você ouve alguém afirmar algo sobre um assunto de informática e bate aquela dúvida se é verdade mesmo? Bem, a ideia hoje é fazer um desencargo de consciência sobre 10 dúvidas comuns que muitos ainda têm, a fim de comprovar se algumas afirmações são verdadeiras ou se não passam de mito. Vamos lá então!

 

(1) Resetar o computador muitas vezes seguidas causa danos. VERDADE!

 

O botão reset foi criado para ser utilizado somente em casos em que o computador trava ou dá algum tipo de erro, como a tela azul. Utilizar este botão de modo indiscriminado pode provocar falha de memória, corrompimento do HD e perda de dados. Evite fazer isso então!

 

(2) Adicionar vários ícones na área de trabalho deixa o computador lento. VERDADE!

 

Considerando que a placa de vídeo é o componente responsável por atualizar as informações na tela do computador, quanto mais ícones forem adicionados à área de trabalho, maior será o tempo necessário para a placa de vídeo carregar as informações na tela, além da possibilidade da máquina travar. Com isso em mente, mantenha a área de trabalho o mais limpa possível, evitando criar atalhos desnecessários durante a instalação de programas.

 

(3) Manter o estabilizador ligado não é bom. MITO!

 

As únicas coisas que merecem atenção ao se deixar o estabilizador ligado são:

 
  • O consumo de energia vai aumentar (desligá-lo gera economia);
  • A temperatura do ambiente onde o equipamento está pode aumentar.
 

(4) Olhar para a luz do mouse óptico causa danos à visão. MITO!  

 

O mouse óptico tradicional tem uma luz LED vermelha que não é capaz de causar danos aos nossos olhos. Não é por isso que você vai ficar expondo seus olhos sem necessidade por horas a esta luz, uma vez que a exposição contínua e direta à luz (natural ou artificial) não é recomendada por oftalmologistas.

 

(5) Deixar o notebook hibernando, ao invés de desligá-lo, danifica o equipamento. MITO!

 

Esta função não causa dano algum ao notebook nem consome bateria. A única coisa que pode acontecer é uma demora em o equipamento voltar ao ponto onde estava, caso muitas páginas ou programas tenham sido deixados abertos.

 

 

 

(6) É necessário providenciar um espaço entre o monitor, o CPU e a parede. VERDADE!

 

Considerando que estes equipamentos geram calor, é necessário espaço suficiente entre eles e a parede, a fim de evitar o superaquecimento e consequentes danos aos seus componentes internos. Assim, certifique-se de que os equipamentos estão instalados num lugar arejado e que permita a circulação do ar.

 

(7) Posso utilizar o computador quando chove. VERDADE!

 

Embora você possa usar o computador durante a chuva, não se pode descartar o fato de que nosso País tem uma alta incidência de raios. Então, dê atenção aos seguintes cuidados:

 
  • Certifique-se de que as tomadas tenham aterramento elétrico. Isso possibilita que a energia seja dissipada durante uma forte descarga elétrica, prevenindo danos no equipamento;
  • Faça uso de filtros de linha, estabilizadores e nobreaks, a fim de reduzir as variações elétricas e picos de energia;
  • No caso de notebooks, use o equipamento sem plugar a bateria à rede elétrica.
 

(8) Deixe a bateria do notebook descarregar totalmente antes de recarregá-la. MITO!

 

Pelo contrário! Se você descarregar totalmente a bateria para daí recarrega-la, na realidade, você pode encurtar a vida útil dela. As baterias de íon-lítio não precisam de ciclos completos de carga e descarga. Portanto, esqueça essa ideia!

 

(9) Quebrar o terceiro pino da tomada pode danificar o PC. MITO!

 

O terceiro pino é o chamado “terra” e faz parte do novo padrão brasileiro de tomadas. Seu objetivo é isolar cargas maiores de energia que não são usadas pelo equipamento.

 

Caso opte por removê-lo, o que acontecerá é você expor o seu equipamento a variações de cargas. Isso não o danificará, mas pode deixá-lo vulnerável aos danos causados por altas cargas elétricas, especialmente em dias de chuva forte. Assim sendo, é preferível comprar adaptadores com entrada para o terceiro pino, do que assumir o risco de curtos e choques.

 

(10) Desligar computador direto do botão causa danos. MITO!

 

Fazer isso de vez em quando não tem problema. O que você deve dar atenção é à quantidade de vezes que faz isso. Da mesma forma que a utilização constante do botão reset pode causar danos, o mesmo se dá com o botão ligar e desligar do comutador.

 

Com isso em mente, só desligue o computador direto do botão caso precise limpar a memória RAM ou se o computador travar. Caso contrário, opte pelo desligamento padrão do sistema operacional, orientado pelo fabricante.

 

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)

 

 

 

GOSTOU DAS DICAS? COMPARTILHE!

 

ESTÁ ENFRENTADO ALGUM PROBLEMA COM SEU PC? DÊ UM PULO NA COMPORT OU LIGUE PRA NÓS!