Comport - Hardware & Software

6 DICAS PARA EVITAR COMPRAR UM PENDRIVE FALSO

Publicado em 5 de agosto de 2016

O pendrive se tornou um dispositivo muito prático em nossa vida, considerando que ele é pequeno (cabe no bolso) e possui uma excelente capacidade de armazenamento para carregar arquivos em equipamentos eletrônicos que tenham porta USB, como aparelhos de DVD e Blu-Ray, aparelhos de som (até mesmo som automotivo), computadores, notebooks etc. Porém, é preciso ficar atento na hora de comprar um pendrive, a fim de evitar ser enganado e ter uma grande dor de cabeça depois.


 

Por que um pendrive falso pode te dar dor de cabeça?


 

Porque ele pode corromper os seus arquivos, podendo queimar e parar de funcionar quando você menos espera. Este é o risco de adquirir um pendrive de fabricação duvidosa. Há uma expressão popular que diz: “o barato sai caro”. De fato, é preciso desconfiar de preços muito baixos e estar atento na hora da compra. Veja 6 dicas para não errar.


 

FIQUE ATENTO:


 

  1. Olhe com atenção para a embalagem antes de comprar. Repare se existem erros de impressão ou de registro, com cores distorcidas. Se você encontrar uma impressão de embalagem borrada, por exemplo, desconfie.

  2. Confirme se o produto está lacrado. Se a embalagem estiver apenas presa por fita, desconfie, pois embora a embalagem possa ser de um equipamento original, pode ter sido colocado um pendrive falso dentro dela.

  3. Fique atento ao espaço de armazenamento do pendrive. Note que o padrão do mercado é sempre multiplicado por 2. Como assim? Por exemplo, existe pendrive de 1GB, certo? O próximo tamanho disponível no mercado dobra para 2GB, o próximo dobra para 4GB e assim por diante. Assim sendo, desconfie se um pendrive oferece um número ímpar no seu espaço de armazenamento. Os modelos originais oferecem 1, 2, 4, 8, 16, 32, 64, 128 ou 256 GB.

  4. Verifique se aparece o número de registro e espaço de armazenamento marcados no pendrive, não apenas na embalagem. A ausência destas informações no pendrive é um forte indicativo de um produto não original.

  5. Se você já comprou o pendrive e quer tirar o famoso desencargo de consciência sobre o espaço de armazenamento real que ele oferece, basta plugar o dispositivo no PC, acessar a janela “Computador” e clicar com o botão direito do mouse no item do pendrive (ou “disco removível”). Selecione “Propriedades” e encontre o seu armazenamento real em “Capacidade”. Caso o pendrive apresente muita diferença no espaço total é provável que esteja danificado ou seja falso. Volte na loja com o comprovante da compra ou a nota fiscal e reclame.

  6. Caso você opte por comprar o pendrive pela internet, você não vai poder examinar a embalagem antes da compra. Neste caso, prefira comprar de sites confiáveis que tenham boa reputação. E sempre desconfie de preços muito abaixo do mercado.


 

CURTIU AS DICAS? COMPARTILHE!


 

 

(!) LEMBRE-SE: SE VOCÊ TEM EMPRESA, A COMPORT PODE ORIENTÁ-LO DE MODO PERITO SOBRE A AQUISIÇÃO HARDWARES E SOFTWARES. ASSIM, VOCÊ NÃO ERRA NA HORA DO COMPRA E ATENDE ÀS NECESSIDADES DO SEU NEGÓCIO COM ÓTIMO CUSTO-BENEFÍCIO. FALE CONOSCO!


 

 

Fonte: TechTudo (site de tecnologia da Globo.com)